Everglades_d
Everglades
29/01/2014
salamanca_d
Salamanca
30/04/2014

Vale d’Aosta

Vale_d’Aosta

 

O Vale da Aosta é uma belíssima região no norte da Itália, cercada pelas altas montanhas dos Alpes, que marca as fronteiras com a França e a Suíça. A região é famosa para esportes de inverno (como mencionei no post Cervinia), para criação dos cachorros São Bernardo e pelos inúmeros castelos e fortificações construídos em lugares altos, deixando a paisagem do lugar maravilhosa.

Vale_d’Aosta_01

Aproveitei o voo que fiz para Milão em março de 2014 para conhecer dois dos tantos castelos da região. Aluguei um Fiat 500 no aeroporto e saí do hotel cedinho (7:30 local, 03:30 Brasil).

A paisagem da rodovia é quase igual da Fernão Dias...

A paisagem da rodovia é quase igual da Fernão Dias…

 

Dirigi cerca de 150 km, dessa vez com a companhia de dois colegas co-pilotos, o Anderson e o Ruiz, até uma cidade chamada Nus. Foi lá que visitamos o castelo de Fenis.

 

Vale_d’Aosta_03

 

Vale_d’Aosta_04

 

Vale_d’Aosta_05

 

Fizemos uma visita guiada e nosso guia Marco nos explicou que o castelo de Fenis é uma fortificação militar que nunca foi utilizada como tal. Apenas mais uma propriedade da rica família Challant, o castelo começou a ser constuído no fim do século XII, sofrendo reformas e ampliações até o século XV. Embora a temperatura exterior era de agradável 15 graus, dentro do castelo a sensação térmica era de uns 5!

 

Vale_d’Aosta_06

 

Vale_d’Aosta_07

 

Infelizmente no interior do castelo não é permitido tirar fotos. No hall de entrada há afrescos das cores da família Shallant (preto, vermelho e branco), com um São Jorge em destaque. Há alguns (poucos) móveis, como cadeiras, mesas, baús e camas. As explicações do Sr Marco duraram cerca de 40 minutos.

 

Vale_d’Aosta_08

 

Continuando o passeio, voltamos  30km pelo mesmo caminho em meio às altas montanhas para conhecer a fortaleza mais famosa da região: o Forte de Bard.

Devido à sua posição estratégica, a colina de Bard foi fortificada desde tempos muito antigos. O episódio mais famoso aconteceu em  14 de maio de 1800 quando o exército austro-piemontese resistiu o ataque tropas de Napoleão com 40.000 homens. Surpreendido com inesperada resistência, Napoleão se rende ao “vilão castelo de Bard”.

 

Vale_d’Aosta_09

 

Para visitar a fortaleza é preciso subir três lances de elevadores panorâmicos e só visual da visita já vale todo o passeio: montanhas com os topos brancos de neve, rio de águas transparentes correndo lá embaixo e uma vila medieval junto à fortaleza. Incrível!

 

Vale_d’Aosta_10

 

Vale_d’Aosta_11

 

Vale_d’Aosta_12

 

Dentro do castelo, há exposições de arte temporárias, museu dos Alpes e os presídios. Devido ao pouco tempo disponível visitamos apenas os presídios. Tive que pagar um euro a mais no bilhete apenas para poder tirar fotos.

 

Soldado francês preso no presídio de Bard

Soldado francês preso no presídio de Bard

 

É possível entrar nas pequenas celas do presídio

É possível entrar nas pequenas celas do presídio

 

Nossa descida foi a pé, curtindo o visual por outros ângulos.

 

Elevador panorâmico

Elevador panorâmico

 

Vale_d’Aosta_16

 

Depois de um passeio pela vila medieval, almoçamos rapidamente pois era hora de voltar ao hotel, devolver o carro no aeroporto e voar de volta pro Brasil.

 

Vale_d’Aosta_17

 

Dedico esse post a três pessoas: a Nayara, que trocou comigo esse voo e foi pra Londres no meu lugar, a Helena e Henriete que visitaram esses castelos no ano passado e me mostraram fotos e deram dicas.

 

Gastos totais do passeio:

Aluguel carro: 80 euros

Pedágio: 40 euros

Combustível:60 euros

Entrada castelo Fenis: 5 euros

Entrada Forte de Bard: 5 euros

Estacionamento: 6 euros

Total: 196 euros, que foram divididos entre nós três.