Vale_d’Aosta_d
Vale d’Aosta
14/03/2014
lago_de_orta_d
Lago de Orta
05/06/2014

Salamanca

salamanca

Há lugares no mundo todo que são tombados pela Unesco como Patrimônio da Humanidade. São lugares (sempre incríveis), que, como o próprio nome já diz, possui importância cultural e física para toda a humanidade. Na Espanha, há 44 patrimônios da humanidade e o centro histórico da cidade de Salamanca é um deles, famoso pela sua Plaza Mayor e pela sua antiga universidade.

Salamanca fica pertinho de Portugal, na província de Leão e Castella, cerca de 200 km de Madri. Aproveitei o voo que fiz para a capital espanhola, na primavera de 2014, para conhecer essa cidade incrível e riscar um lugar na lista dos Mil Lugares para Conhecer antes de Morrer!

A história de Salamanca começa no período Paleolítico, passando pelo império romano, invasão mulçumana, quatro séculos de “terra fronteiriça” e somente em 1085 passou a pertencer à Espanha, quando o rei Alfonso VI a conquistou definitivamente. A cidade é rica em monumentos da Idade Média, Renascimento e Barroco.

Partindo da estação de trem Chamartín, em Madri, a viagem até Salamanca tem duração de 2h40min. Convidei as outras 15 pessoas da tripulação para me acompanhar nesse passeio mas ninguém teve interesse. Mesmo sem companhia, não poderia deixar de aproveitar essa oportunidade. Para otimizar melhor o curto período disponível para conhecer a cidade, reservei um hotel para dormir uma noite lá.

salamanca01

Chegando na cidade, a primeira parada é o posto de informações turísticas. Sempre faço a mesma pergunta: “Tenho apenas algumas horas para conhecer a cidade, o que não posso deixar de ver?”. Com um mapa, o guia me indicou os principais lugares  serem visitados:

Plaza Mayor: construída em 1720, essa praça é considerada a mais bonita da Espanha e uma das mais bonitas do mundo. Com uma arquitetura barroca impressionante, lá é o coração da cidade, repleta de estudantes, locais e turistas. Às 19h, com sol alto ainda, havia muitas pessoas sentadas no chão da praça, curtindo o calorzinho dos 20 graus que fazia naquela tarde. Eu fiquei boquiaberta com a riqueza de detalhes daquela belíssima praça! São 88 arcos simetricamente iguais e em cada coluna há um medalhão com personagens da história.

Construída em 1720, a praça possui 6400 metros quadrados. Na fachada destaca-se o Pavilhão Real, grande arco com um balcão onde os reis presenciavam as touradas que havia na praça.

salamanca02

Casa das Conchas: construída em 1493, por Don Rodrigo da ordem de Santiago, é um dos prédios mais famosos de Salamanca. Destaca-se por ter numerosas conchas de peregrino castelhano que adornam a fachada. É realmente muito bonito e diferente. Hoje a casa das conchas funciona como biblioteca e é possível visitar.

Incrível fachada da famosa Casa das Conchas

Incrível fachada da famosa Casa das Conchas

 

Interior da Casa das Conchas

Interior da Casa das Conchas

 

Clerencía: É o maior conjunto arquitetônico da cidade. Consta da igreja, dois grande pavilhões destinados a residência de religiosos e estudantes, um claustro e várias dependências anexas. Infelizmente não tive tempo de conhecer a Clerencía por dentro, mas pude admirar a beleza de sua arquitetura por fora.

 

Casa das Conchas e Clerencia

Casa das Conchas e Clerencia

 

Universidade de Salamanca: localizada na rua dos livreiros, a Universidade de Salamanca foi o local que mais gostei de visitar na cidade. Uma das universidades mais antigas e famosas do mundo, teve grande influência na América Latina. É possível visitar as salas de aula do século XIII, o pátio, a capela, a belíssima biblioteca da Universidade. A fachada do prédio é uma joia da arte renascentista espanhola.

 

Biblioteca da Universidade

Biblioteca da Universidade

 

Sala de aula da Universidade

Sala de aula da Universidade

 

Impressionante fachada da Universidade de Salamanca

Impressionante fachada da Universidade de Salamanca

 

Catedral Velha: construída entre os séculos XII e XIII, é famosa pelo seu altar composto de 53 telas sobre a vida de Cristo, feita pelo pintor italiano Nicolás Florentino, já no século XV.

 

Altar da Catedral Velha

Altar da Catedral Velha

 

Catedral Nova: construída anexa à catedral Velha, entre os séculos XVI e XVIII é composta por três naves e 13 capelas nas laterais.

 

salamanca10

 

Cúpula da Catedral Nova

Cúpula da Catedral Nova

 

salamanca12

 

As duas catedrais são anexas, entra-se pela Catedral Nova e através de uma portinha chega-se na velha. É possível subir na torre mais alta da Catedral Nova, a escadaria vale o esforço pois a vista da cidade é incrível!

 

salamanca13

 

salamanca14

 

salamanca15

 

salamanca16

 

Casa de Lis: Esse importante museu não tive tempo de visitá-lo. É um edifício modernista que abriga o Museu de Art Deco e Art Noveau, um dos mais importantes da Europa.

 

salamanca17

 

Ponte romana: único vestígio romano de Salamanca. Composto de 26 arcos sobre o rio Tormes.

 

salamanca18

 

Apesar do pouco tempo, eu gostei muito da cidade! Confesso que fiquei com vontade de estudar na Universidade de Salamanca, que oferece cursos de espanhol para estrangeiros. Há prédios pertencentes à Universidade por todo centro histórico e muitas residências estudantis e estudantes do mundo todo. Sem comparações, mas me lembrou um pouco a cidade mineira de Ouro Preto, por ser uma cidade histórica-universitária (nada a ver a arquitetura hein!!). Gostaria de fazer duas indicações para quem for visitar a cidade: Hotel Condal, muito bem localizado, limpo e bem barato (28 euros) e restaurante Delicatessem, que descobri seguindo um grupo de estudantes e percebi que lá estava cheio de muitos estudantes. Comida boa e preço bom.

 

Gastos total do passeio:

Metrô até a estação de trem: 4 euros
Trem Madri-Salamanca (Renfe): 38 euros ida e volta
Hotel Condal: 28 euros
Entrada Universidade: 5 euros
Total: 75 euros + refeições