primeiro_voo
Primeiro voo
14/01/2010
Würzburg_d
Würzburg
09/02/2010

London London!!!

21 de fevereiro de 2007! Meu primeiro grande voo internacional!! Destino: Londres, Inglaterra. Desde quando foi publicado esse voo na minha escala eu já não me aguentava de ansiedade! Comecei a ler todas as informações a respeito, peguei guias emprestado, mapas, além de fuçar horas no Google. A emoção de conhecer a Europa, fazer um voo longo em um avião grande era muita!

Na verdade, os voos internacionais funcionam assim: decolam sempre do aeroporto internacional de Guarulhos por volta de 23h, chegam na Europa 12 horas depois. A diferença de horário lá costuma ser de 2 a 5 horas a mais, dependendo da época do ano. Na noite seguinte voltamos pra São Paulo, ou seja, temos a oportunidade de ficar lá por volta de 30 horas. Não é muito, mas se bem planejado é suficiente pra se conhecer uma coisa de cada vez.

Especialmente nesse primeiro voo, eu estava exageradamente empolgada! Tudo era maravilhoso, mágico! Como era inverno lá e verão no Brasil, a diferença era de apenas duas horas. São 12 comissários e 4 pilotos que compõem a tripulação de revezamento no airbus A330. Todos chegam cansados no destino e são poucos os que querem sair. Eu já tinha uma companhia certa, a Rachel, uma colega que entrou na empresa junto comigo e também estava fazendo seu primeiro voo internacional. A gente tava tão ansiosa pra sair que nem tomamos banho!!! (até hoje eu não acredito nisso) Trocamos de roupa rapidamente ao chegar no hotel e corremos pro metrô (underground).

 

prima_da_quel_pelo_mundo1

 

O hotel que ficamos hospedadas é próximo ao aeroporto de Heatrow, dependendo do quarto é possível ver aviões pousando de 30 em 30 segundos!!! Tem uma estação de metrô ao lado do hotel, que dá pra ir a pé e facilita muito nossa vida.

Compramos um travelcard por 7,50 libras e entramos animadas no trem com destino a Tower Bridge. A viagem foi longa, quase uma hora! Tinha que fazer conexão e trocar de linha, eu ia olhando com atenção no mapa para aprender e entender a gigantesca malha do underground londrino, é realmente impressionante. A minha teoria para todos os metrôs que já andei é a seguinte: “Tucuruvi-Jabaquara”, como no metrô de São Paulo, é só olhar qual a direção e o destino final dessa direção, não tem erro!

Então, quando descemos do trem, já era noite! Pra nós brasileiros é muito estranho como no inverno os dias são curtos lá. Eram 16h e já estava escuro. O frio era cortante! Descobri que casacos de couro só servem para os invernos brasileiros!

Saindo do metrô, damos de cara com um castelo enorme e antigo, a Torre de Londres. Com a ajuda do guia, descobri que foi construída em 1066 e já foi castelo, fortaleza, arsenal, tesouro, prisão, local de tortura… no primeiro minuto em Londres já percebi quantos anos de história tinha aquele lugar. Hoje, a Torre de

Londres é um museu, aberto a visitação, e abriga as jóias da Coroa britânica. Algo maravilhoso mas que será contando em outro texto, pois nesse dia nós só tiramos fotos!

Descemos mais um pouco e nos deparamos com a grande ponte com as duas torres: a Tower Bridge. Já estava toda iluminada e linda! Eu ficava cada vez mais empolgada e emocionada de ver tudo aquilo!

Após várias fotos voltamos ao metrô e seguimos até a estação Westminster. Saindo da estação, é possível ver o grande Parlamento Inglês com a famosa torre do relógio, onde está o grande Big Ben, um sino de 14 toneladas.

O frio era muito, mas a empolgação era maior ainda! Do outro lado do rio Tâmisa dava pra ver a London Eye, a maior roda gigante do mundo de 135 metros de altura, com uma iluminação vermelha linda.

Passamos pela Abadia de Westminster procurando um lugar pra comer. Achamos um pub que servia pratos por 7 libras. Comemos uma massa enquanto todos assistiam a um jogo de futebol e tomavam cerveja.

Depois pegamos o trem de volta pro hotel cochilando…

Na manhã seguinte saímos cedo em direção ao Palácio de Buckhingham (palácio oficial da rainha Elisabeth em Londres) pra ver a troca da guarda que começou pontualmente às 11:30 am. Eram tantos turistas que mal conseguíamos ver direito, tínhamos que achar um espacinho no meio da muvuca da Torre de Babel onde cada um falava uma língua diferente. Foi muito legal! A cavalaria percorre as ruas dos jardins reais, depois fazem as continências, com gritos e tudo, depois os soldados fazem uma meia lua com diversos instrumentos musicais e tocam algumas músicas. Nós adoramos!!! Mas nem terminamos de ver toda a apresentação já corremos para o metrô pois o passeio tinha que continuar! Descemos na estação Baker Street, a famosa rua do Sherlock Holmes, mas nosso destino era o famoso museu de cera Madame Tussaud. A empolgação era tanta que nem ligamos de esperar 1 hora na fila e pagar umas 30 libras para entrar. Que lugar fantástico! As estátuas de cera são de personalidades famosas, nos seus tamanhos reais!! Elas ficam espalhadas pelas salas do museu e a gente pode abraçar, tocar e brincar com elas. São tão bem feitas que parecem reais: os cabelos, os cílios, até as tatuagens!!! Tiramos dezenas de fotos com todas as celebridades possíveis: Tom Cruise, Brad Pitt, Morgan Freeman, Airton Senna, Gandhi, Papa João Paulo, Julia Roberts, os Beatles e vários outros! O mais engraçado foi quando ficamos esperando uma moça sair da frente do Will Smith e ela nunca saia, depois de um tempo percebemos que a fotógrafa na verdade era uma estátua de cera também!!! Muito bem feita!! Lá dentrovtem um planetário, fazendo um paralelo entre as estrelas do céu e as da terra (celebridades), nós adoramos!! Saímos de lá, almoçamos (pizza) e voltamos ao hotel pois mais 12 horas de voo e de trabalho nos aguardavam. Voltamos pro Brasil com gostinho de quero mais…

E realmente, com os anos eu tive muito mais! Já fui a Londres umas 20 vezes!Nem eu acredito nisso! Já me diverti muito, já passei muito frio, já visitei muitos museus e monumentos, já fui no interior da Inglaterra,e sei que ainda falta muito!! Mas foi nessa primeira vez que descobri o quanto me sinto bem lá e fico feliz em ter a oportunidade maravlhosa de poder voltar tantas vezes em um lugar tão rico de história e cultura!